Seja Bem-Vindo!

.



















EDUCAÇÃO

Em 1991 a taxa de analfabetismo da população de 15 anos e mais do Município era de 8,3%. Comparado a outros municípios do Estado, São Sebastião do Caí apresentava uma situação boa, ocupando a 74ª posição. A taxa para o Estado era de 9,6%. Comparado a outros municípios do Brasil, São Sebastião do Caí apresentava uma situação boa, ocupando a 180ª posição, enquanto a taxa para o Brasil era de 19,4%.

ESCOLARIDADE REFERENTE A POPULAÇÃO DE 25 ANOS E MAIS:

O índice de crianças de 10 a 14 anos com mais de 01 ano de atraso escolar era de 31,7%, sendo que 11,8% das crianças desta faixa etária dedicavam-se ao trabalho infantil. O índice de crianças de 07 a 14 anos que não freqüentavam a escola era 10,9%.

Conforme dados do IBGE o número de anos de estudo no Município era de 5,97 para os homens e 5,41 para as mulheres em 1996. Um dado bastante preocupante é a escolaridade da população com mais de 25 anos, pois somente 5,97% da população possui nível médio completo (11 anos de estudo), índice bem abaixo da média do Estado e do País.

Há no município 15 estabelecimentos de ensino de educação pré escolar (06 em escolas públicas municipais, e 07 em escolas públicas estaduais e 02 em escolas particulares); 22 estabelecimentos de ensino de educação fundamental (15 escolas públicas municipais e 07 escolas públicas estaduais) e 02 estabelecimentos de ensino médio ( 01 em escola pública estadual e 01 em escola particular).

É oferecido o curso técnico em contabilidade no ensino médio da escola particular (cenecista). Há carência de vagas para o ensino médio. 

Segundo dados da Secretaria de Educação, em 1999 foram registradas as seguintes matrículas:  

Matrículas

     Pré-Escola

 Ensino Fundamental

   Ensino Médio

Ano

municipal

Estadual

municipal

estadual

municipal

estadual

1991 94 216 744 2192 - 192
1996 172 221 1302 2205 - 383
1997 167 192 1460 2343 - 129
1998 215 220 1566 2489 - 625
1999 194 174 1456 2456 - 665

2000

424

212

1439

2310

-

785

2001

330

204

1431

2160

-

832

2002

323

247

1977

2175

-

919

         A Azaléia possui uma escola que oferece creche (atende crianças de 0 a 06 anos), e supletivo de 2º grau. As vagas para o supletivo de segundo grau são oferecidas para funcionários. O segundo grau ocorre pela manhã, tarde e noite, possuindo 160 alunos. A escola conta com 05 professores e 01 instrutor de informática.

  A Oderich a Creche Vó Beti, atendendo 82 crianças de 0 a 6 anos de idade, favorecendo cerca de 50 mães funcionárias. São exercidas atividades que desenvolvem as áreas sensório-motora, sócio-afetivas e psicomotoras, bem como princípios de higiene, análise e desenvolvimento da saúde mental e corporal. A creche oferece de jardim a pré-escola.

  O Sesi possui o Programa Educação, fundado em novembro de 1991,que atende 80 crianças de 3 a 12 anos de idade, todos filhos de pais trabalhadores da indústria, comércio e da comunidade, tendo 01 professora, 1 estagiárias, 2 atendentes,  1 cozinheira e duas serventes. Existe também o Auxílio-Crescer que destina verba  a três creches municipais(Dona Norinha, Pingo de Gente e Vila Rica) atendendo  a 130 crianças. O Programa funciona através de um convênio entre o SESI, Prefeitura Municipal, e conta com o apoio das Empresas Oderich e Azaléia, através do transporte das crianças.  O Programa educação realiza trabalhos pedagógicos extra-classe, atividades recreativas e motoras, sendo que o SESI fornece a refeição. É coordenado pela Prefeitura Municipal.

O Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Alimentação e a Federação da Alimentação estão desenvolvimento o Projeto Integrar, para qualificação profissional, que consiste num supletivo de 1º grau com informática, para desempregados e empregados prestes a perder o emprego na alimentação, e idade mínima de 25 anos, duração em torno de um ano, com certificado da Delegacia de Educação. Já formou duas turmas, totalizando 47 pessoas, e neste ano estão atendendo 33 pessoas.

Iniciou-se a construção do Centro Integrado da Escola Municipal Coronel Pedro Alencastro Guimarães. O Centro terá 4 salas de aula refeitório, ginásio de esportes e secretaria,  atenderá de 80 a 100 crianças, que cursarem da 1ª a 5ª série, no período inverso ao da escola regular.  A finalidade é tirar a criança da rua, integrando-a nas atividades culturais, esporte e reforço escolar.

O CEMACA - Centro de Educação Municipal dos Alunos Caienses, funciona na antiga casa de Alceu Masson. Sua finalidade é realizar cursos e atividades para alunos da rede municipal e estadual de ensino do município, no turno inverso ao período escolar.  Estão previstos: cursos de comunicação (técnicas de redação), de culinária, artesanato, instrumentação musical e oficinas de teatro por faixa etária.

 


Considerações Finais: O presente trabalho não pretende ser definitivo, nem categórico em suas observações e conclusões. Tem caráter interdisciplinar e procurar abranger todos os aspectos da vida de São Sebastião do Caí, considerando as contribuições dos mais diferentes segmentos da comunidade, aliados aos dados estatísticos. Seu objetivo é servir como uma ferramenta aos gestores e planejadores do município, evidenciando suas potencialidades, demandas, carências e vocações, com vistas à promoção do desenvolvimento local sustentado, alavancando a economia local, qualificando as condições de vida dos moradores e preservando o meio ambiente.
DADOS E FONTES Perfil do Município, editado pela Agência da Caixa Econômica Federal de São Sebastião do Cai, Secretarias Municipais, Arquivo Municipal.
Elaboração final e Fotografias: Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de São Sebastião do Cai- RS, Pedro Griebler – contatos fone: 0xx51- 635-1066 – email:imprecai.pg@terra.com.br
Colaboração: Neiva Esteves, coordenadora do Museu Histórico Vale do Caí.


© Todos os Direitos Reservados 1998-2002